A importância do voto

Venha aqui tomar um copo de leite e discutir sobre tudo que quiser (contanto que o assunto não esteja relacionado com uma das seções acima ou abaixo).

A importância do voto

Mensagempor Luki4n » 22/09/2012 (Sábado), às 16h04min

Já faz muito tempo que eu adoto em minha vida um exercício mental estranho, mas produtivo: defender as ideias não-dominantes, sobretudo as que são particularmente opostas a estas. Começou de maneira estúpida ao fazer brincadeiras sobre machismo. Segundo as pessoas que me conhecem melhor que eu mesmo sempre foi o meu estilo de humor falar algo que eu não acredito de maneira séria, deixando as pessoas em dúvida se eu estou sendo irônico ou não.

Foi exercendo essa prática que me deparei com ideias estranhas, mas ainda assim perfeitamente racionais sobre votos e eleição. Dias depois eu iria descobrir que esses mesmos pensamentos são defendidos em um artigo para o New York Times por sujeitos que admiro bastante: Stephen Dubner e Steven Levitt, autores do best-seller Freakonomics.

Navegando no facebook, topei com uma campanha promovida por um dos movimentos estudantis da faculdade sobre a importância do voto consciente. Imediatamente considerei isso como uma tremenda estupidez e busquei argumentos que apoiassem essa visão, surpreendendo-me com o que iria encontrar. Votar consciente não vale a pena. Esse era o ponto de partida e, ironicamente, o ponto de chegada.

Não é preciso ser um profundo conhecedor de estatísticas para concordar que são raríssimas as eleições que são decididas por um voto. Dubner e Levitt expõem dados dos EUA que mostram isso, algo que aqui faço apenas intuitivamente. Sendo assim, o benefício de votar é quase que inexistente, fazendo com o que o custo não compense.

A questão é que aqui no Brasil, para a maioria, o voto é obrigatório. Destarte, o custo dele é ínfimo, já que, a menos que se queira arcar com as consequências de se abster das eleições, você irá visitar a urna sempre que necessário. A questão é que o custo do voto consciente ainda é alto em relação ao benefício, já que exige conhecer todos os candidatos e filtrá-los através de bons critérios para, muito provavelmente, não obter retorno algum de tal esforço, que vai além do mero ato de apertar alguns números.

O tão criticado voto nulo pode até ser interpretado como a alternativa mais racional, em que alguém não quer perder tempo com o voto consciente que dificilmente alterará o resultado do processo e, ao mesmo tempo, não quer dar seu voto para ninguém que não o mereça, de maneira aleatória. O que costuma ser visto como abstenção pode ser visto, por um viés pragmático, como atitude muito mais inteligente que o voto consciente.

É claro que é fácil de visualizar que se todas as pessoas seguissem esse raciocínio, teríamos um problema grave. Por isso sou muito a favor de campanhas pelo voto consciente, feitas pelos cidadãos e órgãos eleitorais, sempre buscando uma população mais inteirada e disposta, embora eu mesmo não pense em aderir a ele porque não compensa, além de pensar que essas campanhas não mudam muita coisa.

Mas, além disso, eu acho que muito mais importante que o voto consciente é a discussão eleitoral, que não costuma se fazer muito presente, pelo menos nos círculos que frequento. É fácil ver que convencer duas pessoas a votar no seu candidato é mais importante do que o seu próprio voto. Quanto mais gente se convence a votar em determinado candidato, maior a chance de sua ação nas eleições fazerem alguma diferença e desfazer a ilusão do exercício da cidadania.

Mas e se todos os brasileiros pensassem que o seu voto não importa, o que seria das eleições? Penso em várias respostas, mas gosto da mais simples: Seria muito diferente do que temos hoje?


Critiquem.

Artigo de Dubner e Levitt pra quem quiser ler: http://www.nytimes.com/2005/11/06/magaz ... wanted=all
Imagem
Luki4n
Oráculo de Luki4n
Oráculo de Luki4n

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 5323
Registrado em: 22/06/2003 (Domingo), às 16h19min
Cash on hand: 8,724.04 Rupees

Re: A importância do voto

Mensagempor YusukY » 24/09/2012 (Segunda-feira), às 22h53min

Discordo parcialmente. Já li o texto pelo facebook. Eu acredito que o ato do voto em si não tem importância, mas a opinião de voto, quando integrada a uma outra massa votande de mesma opinião, o voto pode ter valor.

É o caso aqui do Rio de Janeiro agora. Antes mesmo das eleições começarem já existia uam massa que queria votar no Freixo (um "alter-ego" daquele personagem boiola do Tropa de Elite 2). Daí começaram a fazer virais do Freixo e muita gente começou a se engajar politicamente e a convencer a outrem a votar no Freixo, até que era tanta gente declarando amor incondicional ao candidato que muita gente acabou sendo raptada por essa onda.
YusukY
Portador da Master Sword
Portador da Master Sword

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 4714
Registrado em: 11/02/2006 (Sábado), às 17h22min
Localização: Procura no bolso
Cash on hand: 7,116.80 Rupees

Re: A importância do voto

Mensagempor Aero » 24/09/2012 (Segunda-feira), às 23h20min

Um conhecido dos meus pais aqui em Vitória, vereador Fábio Lube, foi eleito nas eleições de 2008 totalmente no boca-a-boca. Não fez "showmícios", raramente aparecia na televisão e não era conhecido por quase ninguém na cidade - exceto a população do bairro dele, que votou nele em peso por dois motivos bem simples: ele tinha propostas boas que visavam o crescimento da região, e uma pessoa conhecida apoiava o candidato.

Votar por si só não muda nada. Apoiar um candidato, participar ativamente de sua campanha, espalhar a palavra e convencer outras pessoas a votarem nele é outra história. As pessoas que você convenceu podem acabar convencendo outras pessoas, e aí você tem uma chance legítima de mudar o resultado da eleição.
Imagem
Imagem


"Não estamos interessados no bem dos outros; só nos interessa o poder em si.
Nem riqueza, nem luxo, nem vida longa, nem felicidade: só o poder pelo poder, poder puro."
Aero
Gerente de TI
Gerente de TI

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 5770
Registrado em: 30/01/2004 (Sexta-feira), às 16h21min
Localização: Irrelevante
Cash on hand: 5,943.72 Rupees

Re: A importância do voto

Mensagempor Linck » 24/09/2012 (Segunda-feira), às 23h37min

Eu ando muito ocupado agora e simplesmente não estou afim de gastar meu precioso tempo votando. Mesmo se eu tivesse tempo, eu concordo com o cara, o custo benefício disso não compensa. Pesquisar sobre os candiados por cima também não adianta, a chance de erro é muito grande, mesmo estudando a fundo ela ainda está fortemente presente. E ainda tem todo esse controle sobre quem é eleito, é óbvio que a eleição não depende exclusivamente do voto. Isso faz a minha vontade de votar ser reduzida mais ainda. Então é esse o pensamento, tenho coisa muito melhor pra se preocupar na minha vida agora do que uma coisa que tem um efeito praticamente nulo.
Linck
Lobo Sagrado
Lobo Sagrado

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 2107
Registrado em: 05/06/2005 (Domingo), às 19h44min
Localização: Florianópolis - SC
Cash on hand: 4,086.70 Rupees

Re: A importância do voto

Mensagempor monpsyche » 30/09/2012 (Domingo), às 17h25min

Concordo que é inútil (e frustrante) perder tempo pesquisando candidatos em prol de um voto consciente se isso não é difundido, mas não acho que campanhas de incentivo ao voto consciente sejam plenamente inúteis. Foi por uma total falta de consciência (e de uma grande imbecilidade) que o Tiririca foi eleito em São Paulo, por exemplo.
monpsyche
Garoto Minish
Garoto Minish


Offline
 
Mensagens: 49
Registrado em: 23/07/2012 (Segunda-feira), às 21h58min
Cash on hand: 406.40 Rupees

Re: A importância do voto

Mensagempor YusukY » 30/09/2012 (Domingo), às 21h30min

Não, Tiririca foi eleito pela obrigatoriedade do voto.

Voto obrigatório é completamente anti-democrático, apesar do discurso inverso. A população não deve ser forçadamente politizada, até pelo fato de a maioria dos brasileiros terem vidas muito atribuladas para se preocuparem com política.
YusukY
Portador da Master Sword
Portador da Master Sword

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 4714
Registrado em: 11/02/2006 (Sábado), às 17h22min
Localização: Procura no bolso
Cash on hand: 7,116.80 Rupees

Re: A importância do voto

Mensagempor Rathen » 30/09/2012 (Domingo), às 22h53min

Resumindo o que me parece o ponto de concordância que tive com o texto: uma vez que voce pesquisou e formou sua opinião, é desperdício mantê-la só pra você, o eleitor só "paga" um único custo fixo que é o de adquirir a informação, após isso, ele tem mais é que espalhar sua visão se quiser obter "lucro" (ja que, atualmente, é facil atingir outros eleitores com suas idéias a um custo por eleitor praticamente nulo).
Imagem
Rathen
Guarda Real
Guarda Real

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 704
Registrado em: 23/07/2005 (Sábado), às 16h51min
Localização: Rio de Janeiro
Cash on hand: 857.95 Rupees

Re: A importância do voto

Mensagempor Aero » 01/10/2012 (Segunda-feira), às 01h04min

YusukY escreveu:a maioria dos brasileiros terem vidas muito atribuladas para se preocuparem com política.

Ah vá
Imagem
Imagem


"Não estamos interessados no bem dos outros; só nos interessa o poder em si.
Nem riqueza, nem luxo, nem vida longa, nem felicidade: só o poder pelo poder, poder puro."
Aero
Gerente de TI
Gerente de TI

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 5770
Registrado em: 30/01/2004 (Sexta-feira), às 16h21min
Localização: Irrelevante
Cash on hand: 5,943.72 Rupees

Re: A importância do voto

Mensagempor YusukY » 01/10/2012 (Segunda-feira), às 20h13min

Aero escreveu:
YusukY escreveu:a maioria dos brasileiros terem vidas muito atribuladas para se preocuparem com política.

Ah vá


Oi?
YusukY
Portador da Master Sword
Portador da Master Sword

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 4714
Registrado em: 11/02/2006 (Sábado), às 17h22min
Localização: Procura no bolso
Cash on hand: 7,116.80 Rupees

A recíproca é verdadeira

Mensagempor lpslucasps » 01/10/2012 (Segunda-feira), às 20h33min

YusukY escreveu:a maioria dos brasileiros terem vidas muito atribuladas para se preocuparem com política.
Não, meu caro, é basicamente o contrário: a maioria dos brasileiros têm a vida atribulada por não se preocuparem com política.

Ademais, li o texto, mas ainda estou refletindo sobre ele.
Contos de bolso

Imagem


Uma análise profunda e sombria do mito Pokémon


Quarto conto no ar: Joias
lpslucasps
Guarda Real
Guarda Real

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 692
Registrado em: 24/02/2011 (Quinta-feira), às 22h42min
Localização: Belo Horizonte/Minas Gerais
Cash on hand: 823.30 Rupees

Re: A importância do voto

Mensagempor monpsyche » 02/10/2012 (Terça-feira), às 01h23min

YusukY escreveu:Não, Tiririca foi eleito pela obrigatoriedade do voto.

Voto obrigatório é completamente anti-democrático, apesar do discurso inverso. A população não deve ser forçadamente politizada, até pelo fato de a maioria dos brasileiros terem vidas muito atribuladas para se preocuparem com política.

Olha, pra mim eleger alguém com o jargão "pior do que tá não fica", sem proposta (oi Russomano) e noção do que é política é de uma babaquice que vai acima da obrigatoriedade de voto. O mesmo vale pra qualquer candidato desse nível, tipo Mulher Pera prometendo mostrar um piercing íntimo se for eleita. Votar nessas pessoas é não ter o mínimo de consciência e difere do cara íngênuo e não instruído, que tá passando fome e troca o voto por um prato de feijão com arroz.

E sua opinião sobre "vida atribulada pra se preocupar com política" é um dos reflexos do porquê o país que você vive teve sua independência declarada por quem já estava no poder.
monpsyche
Garoto Minish
Garoto Minish


Offline
 
Mensagens: 49
Registrado em: 23/07/2012 (Segunda-feira), às 21h58min
Cash on hand: 406.40 Rupees

Re: A recíproca é verdadeira

Mensagempor YusukY » 02/10/2012 (Terça-feira), às 02h21min

lpslucasps escreveu:
YusukY escreveu:a maioria dos brasileiros terem vidas muito atribuladas para se preocuparem com política.
Não, meu caro, é basicamente o contrário: a maioria dos brasileiros têm a vida atribulada por não se preocuparem com política.

Ademais, li o texto, mas ainda estou refletindo sobre ele.


Será mesmo? Afirmar isso é como afirmar que, se importando com política, pode-se criar uma utopia.

Moon, você acha que quando George Washington e companhia gritou por independencia todos os americanos estavam gritando junto? Ou que quando Boliva e companhia fez a escurção pela américa todos estavam de acordo com ele?

Não misture as coisas.
YusukY
Portador da Master Sword
Portador da Master Sword

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 4714
Registrado em: 11/02/2006 (Sábado), às 17h22min
Localização: Procura no bolso
Cash on hand: 7,116.80 Rupees

Sobre o texto em si (+ respostas)

Mensagempor lpslucasps » 02/10/2012 (Terça-feira), às 09h12min

Tendo refletido o bastante sobre o texto, descrevo abaixo o resultado desse exercício mental.

Apesar do que o texto propõe, acredito, sim, que o voto consciente pode ser efetivo. Aqui mesmo no Brasil temos casos reais de mobilizações de grupos sociais que lutam por seus direitos com sucesso razoável. O maior exemplo é a bancada evangélica no legislativo. Os evangélicos, que não correspondem nem a 30% da população brasileira, hoje em dia possuem participação bem expressiva no legislativo e seu próprio partido (o PRB, criado pela Igreja Universal).
Alguns de vocês dirão que este não é um exemplo de voto consciente, que quem vota baseando-se no que sua instituição religiosa indica é tão inconsciente quanto quem vota numa mulher Pêra da vida. Eu discordo. Normalmente quem vota em tais candidatos sabe que ele beneficiará a instituição religiosa a que pertence e terá uma plataforma de governo traidicionalista, não-liberal. Vocês podem até não concordar com os motivos, mas não deixa de ser uma escolha consciente.
Outro caso interessante é dos candidatos que lutam pelos direitos LGBT. Apesar de vivermos em uma sociedade incrivelmente homofóbica, políticos que lutam pelos direitos LGBT ou que possuem propostas liberais não são inexpressivos. Normalmente eles são eleitos por um grupo de pessoas pequeno, entretanto mobilizado. Uma prova, ao meu ver, indubtável de como alguns votos conscientes podem fazer diferença ao meio de vários votos aleatórios e sem nexo.
Faço um adendo ao que falei: votar nulo é votar de forma consciente. O voto nulo não é necessariamente um voto jogado fora: pode ser perfeitamente a decisão consciente de um eleitor que não concorda com a proposta de nenhum candidato, ou de um eleitor que admite que não os conhece o suficiente para tomar uma decisão. Jogar o voto fora seria votar de forma aleatória, isso sim.

Por fim, acho que todos aqui concordam que se parcela expressiva da população votasse de forma consciente as coisas seriam diferentes. Oras, como influenciar as gerações futuras de modo que elas levem as eleições à sério? Criando o costume, claro. Só porque o voto consciente não tenha retorno imediato não quer dizer que ele é inútil. Mesmo que nenhum dos candidatos que eu vote seja eleito, se minha atitude de ser politicamente consciente influenciar alguma outra pessoa, já obtive lucro imensurável.




YusukY escreveu:Voto obrigatório é completamente anti-democrático, apesar do discurso inverso.
Já ouvi muitas críticas quanto a obrigatoriedade do voto, mas nunca esta. Estou sinceramente curioso quanto a lógica disso. Se você desenvolvesse o argumento agradeceria.

YusukY escreveu:
lpslucasps escreveu:Não, meu caro, é basicamente o contrário: a maioria dos brasileiros têm a vida atribulada por não se preocuparem com política.


Será mesmo? Afirmar isso é como afirmar que, se importando com política, pode-se criar uma utopia.
Perdoe-me, mas que santa falsa dicotomia a qual você reduziu o problema, hein?
Não precisa ser utópico pra admitir que se a maioria da população se mobilizasse de forma consciente por seus direitos os resultados seriam benéficos.
Contos de bolso

Imagem


Uma análise profunda e sombria do mito Pokémon


Quarto conto no ar: Joias
lpslucasps
Guarda Real
Guarda Real

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 692
Registrado em: 24/02/2011 (Quinta-feira), às 22h42min
Localização: Belo Horizonte/Minas Gerais
Cash on hand: 823.30 Rupees

Re: A recíproca é verdadeira

Mensagempor monpsyche » 02/10/2012 (Terça-feira), às 09h34min

YusukY escreveu:você acha que quando George Washington e companhia gritou por independencia todos os americanos estavam gritando junto? Ou que quando Boliva e companhia fez a escurção pela américa todos estavam de acordo com ele?

Não misture as coisas.

Claro que não acho. A analogia (e ironia) que eu quis passar foi que é de praxe que alguns brasileiros dentro da linha de pensamento que tu expôs achem que "tudo é culpa de quem está no poder e só por este tudo será resolvido".
monpsyche
Garoto Minish
Garoto Minish


Offline
 
Mensagens: 49
Registrado em: 23/07/2012 (Segunda-feira), às 21h58min
Cash on hand: 406.40 Rupees

Re: A recíproca é verdadeira

Mensagempor X_Bacon » 02/10/2012 (Terça-feira), às 09h37min

YusukY escreveu:
lpslucasps escreveu:
YusukY escreveu:a maioria dos brasileiros terem vidas muito atribuladas para se preocuparem com política.
Não, meu caro, é basicamente o contrário: a maioria dos brasileiros têm a vida atribulada por não se preocuparem com política.

Ademais, li o texto, mas ainda estou refletindo sobre ele.


Será mesmo? Afirmar isso é como afirmar que, se importando com política, pode-se criar uma utopia.

Salto lógico, a gente vê por aqui.
Imagem
X_Bacon
Oráculo dos Sanduíches
Oráculo dos Sanduíches

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 5020
Registrado em: 08/05/2004 (Sábado), às 22h55min
Localização: Caruaru - PE
Cash on hand: 7,187.90 Rupees

Próximo

Voltar para Milk Bar

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron