Vale-Cultura, Marta Suplicy e os Games.

Venha aqui tomar um copo de leite e discutir sobre tudo que quiser (contanto que o assunto não esteja relacionado com uma das seções acima ou abaixo).

Vale-Cultura, Marta Suplicy e os Games.

Mensagempor Link Dançarino » 20/03/2013 (Quarta-feira), às 21h51min

Vocês ficaram sabendo do Vale-Cultura ?
É um projeto de lei que prevê um "cartão" de R$50 de crédito para ser investido em produtos direcionados a cultura , a famílias com renda de 1 a 5 salários minímos.
Pois bem, numa entrevista coletiva os repórteres questionaram a Ministra da Cultura, Marta Suplicy, se os games estariam inclusos nessa lei. A resposta dela foi curta e grossa "-Nem pensar."
Muuuuitos declararam a respeito do ocorrido, vários blogs falaram sobre este assunto . Fiquei sabendo desta notícia através do artigo do blog CriticalHits ( http://criticalhits.com.br/o-que-eu-apr ... videogame/ ).

Um quote da declaração do presidente da Acigames , Moacyr Alves Júnior :
Infelizmente, essa notícia pode se espalhar no mundo inteiro, que hoje enxerga games como uma das mais fortes fontes de renda na economia criativa e de cultura, ultrapassando a indústria do cinema já há dois anos. Se games não são considerados cultura por nossa própria ministra, essa é uma afirmação de grave preconceito e um desrespeito a todos os trabalhos acadêmicos e científicos na área. Games são a nova expressão digital do mundo e nos países desenvolvidos – isso é deixado bem claro.”

Até a Square Enix mandou mensagens para o Ministério da Cultura :
Imagem
O redator do blog CriticalHits, em seu post, sugeriu o envio e uma mensagem a ouvidoria do Ministério da Cultura, foi o quê fiz :

Querido Ministério da Cultura, sou um jovem, um daqueles que vocês apresentam nas campanhas publicitárias direcionadas as massas. Venho aqui declarar minha insatisfaçao em relaçao a resposta da excelentíssima Ministra da Cultura a respeito da inclusão dos games no projeto Vale-Cultura. Os videogames, atualmente, sao importantissimos para a divulgacao de informacoes para os jovens, principalmente. Os videogames sao cultura, nao videogames sobre arremessar passaros em porcos, ou videogames sobre correr de macacos e pegar moedas, mas sim varios outros. Um jogo de guerra pode ensinar muito sobre a historia conturbada da humanidade do que os livros disponibilizados pelo Ministério da Educaçao. O importante é que devemos perder o esteriotipo de que video games fazem mal a saude ou que provocam atraso mental, pensamento levado por muitos, mesmo em 2013, uma época onde a industria dos videogames traz muito mais lucro do que a industria cinematografica, e ate mesmo a industria musical brasileira. Desculpem os erros de português. Realmente espero que este texto seja lido por alguem, e nao apenas esquecido pela internet. Envio um link, de um post de alguem com o mesmo pensamento que eu e muitos outros, so que com melhores argumentos : http://criticalhits.com.br/o-que-eu-apr ... videogame/ . Obrigado.


Resposta do Ministério da Cultura :

Prezado(a) Sr.(a), A lei sancionada em dezembro/2012, que instituiu o Vale Cultura, encontra-se em fase de regulamentação, via Decreto.Somente após a publicação do referido documento é que serão concluídos os estudos que estão sendo realizados sobre as questões que estão afetas ao desenvolvimento de todo o processo, os quais incluem sugestões que foram apresentadas ao MinC, cujos resultados finais constarão de Portarias Normativas que regulamentarão a distribuição do benefício, a forma de utilização, os produtos, serviços, estabelecimentos, eventos e espetáculos culturais que serão contemplados, bem como os procedimentos que deverão ser adotados para cadastramento das empresas que tenham interesse em se tornarem beneficiárias, operadoras e recebedoras. Atenciosamente, FALE COM A CULTURAEsplanada dos Ministérios, Bl. B Térreo, Brasília/DF, CEP 70068-900


O resto é com vocês, sei que vocês transformar este mero post bem redigido por um aluno do 9º anovaleu tia de português em algo bem grande, usem o poder da Internet !

Fontes :
http://criticalhits.com.br/o-que-eu-apr ... videogame/
http://nerdpai.com/nem-pensar-resposta- ... z2NufrJvBM

minha professora me chingaria forte pela falta de uma conclusão nesta redação
Editado pela última vez por Link Dançarino em 23/07/2015 (Quinta-feira), às 00h22min, em um total de 1 vez.
[insira arte aleatória aqui]
Link Dançarino
Tocador de Ocarina
Tocador de Ocarina

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 64
Registrado em: 11/01/2012 (Quarta-feira), às 20h32min
Localização: Twilight Realm
Cash on hand: 301.10 Rupees

Let us begin

Mensagempor lpslucasps » 21/03/2013 (Quinta-feira), às 17h55min

Antes de tudo, lergunta básica: o que é cultura?

Respondida essa pergunta opino sobre o vale a inclusão de games.
Contos de bolso

Imagem


Uma análise profunda e sombria do mito Pokémon


Quarto conto no ar: Joias
lpslucasps
Guarda Real
Guarda Real

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 692
Registrado em: 24/02/2011 (Quinta-feira), às 22h42min
Localização: Belo Horizonte/Minas Gerais
Cash on hand: 823.30 Rupees

Re: Vale-Cultura, Marta Suplicy e os Games.

Mensagempor Link Dançarino » 21/03/2013 (Quinta-feira), às 19h09min

cultura
cul.tu.ra
sf (lat cultura) 1 Ação, efeito, arte ou maneira de cultivar a terra ou certas plantas. 2 Terreno cultivado. 3 Biol Propagação de microrganismos ou cultivação de tecido vivo em um meio nutritivo preparado. 4 Biol Produto de tal cultivação. 5 Biol O meio junto com o material cultivado. 6 Utilização industrial de certas produções naturais. 7 Aplicação do espírito a uma coisa; estudo. 8 Desenvolvimento que, por cuidados assíduos, se dá às faculdades naturais. 9 Desenvolvimento intelectual. 10 Adiantamento, civilização. 11 Apuro, esmero, elegância. 12 V culteranismo. 13 Sociol Sistema de ideias, conhecimentos, técnicas e artefatos, de padrões de comportamento e atitudes que caracteriza uma determinada sociedade. 14 Antrop Estado ou estágio do desenvolvimento cultural de um povo ou período, caracterizado pelo conjunto das obras, instalações e objetos criados pelo homem desse povo ou período; conteúdo social. 15 Arqueol Conjunto de remanescentes recorrentes, como artefatos, tipos de casas, métodos de sepultamento e outros testemunhos de um modo de vida que diferenciam um grupo de sítios arqueológicos. C. alternativa, Agr: a que se faz alternando. C. esgotante: a que esteriliza ou depaupera o solo. C. física: desenvolvimento metódico do organismo humano por meio da ginástica e dos desportos. C. extensiva: a que explora a riqueza do solo sem cuidar da conservação deste, precisando, assim, de amplos territórios. C. geral: a constituída de conhecimentos básicos indispensáveis para o entendimento de qualquer ramo do saber humano. C. intensiva: a que acumula o trabalho e o capital num terreno relativamente pequeno, conservando-lhe a fertilidade.

Dicionário Michaelis

Perdoe-me por não saber como isso pode contribuir com a discussão, mas aqui está .
[insira arte aleatória aqui]
Link Dançarino
Tocador de Ocarina
Tocador de Ocarina

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 64
Registrado em: 11/01/2012 (Quarta-feira), às 20h32min
Localização: Twilight Realm
Cash on hand: 301.10 Rupees

Not quite right

Mensagempor lpslucasps » 21/03/2013 (Quinta-feira), às 20h06min

Não quero uma definição formal, extraída de um dicionário. Quero uma definição com as próprias palavras de cada um, considerando o contexto sociológico/da proposta.

Sobre a pertinência da pergunta para a discussão, ela é óbvia: como podemos defender (ou não) que games (ou coisa alguma, for that matter) são cultura, sem termos uma ideia do que é cultura primeiro? Porque, sem uma mínima definição, eu posso dizer que basicamente qualquer coisa feita por humanos é cultura.
Contos de bolso

Imagem


Uma análise profunda e sombria do mito Pokémon


Quarto conto no ar: Joias
lpslucasps
Guarda Real
Guarda Real

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 692
Registrado em: 24/02/2011 (Quinta-feira), às 22h42min
Localização: Belo Horizonte/Minas Gerais
Cash on hand: 823.30 Rupees

Re: Vale-Cultura, Marta Suplicy e os Games.

Mensagempor Link Dançarino » 21/03/2013 (Quinta-feira), às 20h06min

Logo você quer dizer que a opinião da Ministra da Cultura é equivocada.
[insira arte aleatória aqui]
Link Dançarino
Tocador de Ocarina
Tocador de Ocarina

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 64
Registrado em: 11/01/2012 (Quarta-feira), às 20h32min
Localização: Twilight Realm
Cash on hand: 301.10 Rupees

What

Mensagempor lpslucasps » 21/03/2013 (Quinta-feira), às 20h09min

Não, logo quero dizer discordar dela to begin with é fútil se não respondermos essa perguntinha.

Also, lindo salto lógico.

No mais, ainda esperando a resposta.
Contos de bolso

Imagem


Uma análise profunda e sombria do mito Pokémon


Quarto conto no ar: Joias
lpslucasps
Guarda Real
Guarda Real

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 692
Registrado em: 24/02/2011 (Quinta-feira), às 22h42min
Localização: Belo Horizonte/Minas Gerais
Cash on hand: 823.30 Rupees

Re: Not quite right

Mensagempor Flash » 21/03/2013 (Quinta-feira), às 20h52min

lpslucasps escreveu:Porque, sem uma mínima definição, eu posso dizer que basicamente qualquer coisa feita por humanos é cultura.


Isso é uma definição. E ela só estaria errada porque tem certas coisas que nós fazemos que não pertencem à memória coletiva de lugar algum. Cultura é o que gera repertório comunicacional relevante à memória coletiva de certo grupo de pessoas, às vezes separados em local e tempo, às vezes englobando continentes. Eu aprendi uma definição mais ou menos assim nas aulas de Semiótica, mas essas são minhas palavras e elas representam o que eu realmente penso.

No mais, é uma estupidez sem tamanho falar que um meio de comunicação interativo, que une diversas Artes em um só produto e que movimenta mais dinheiro do que a indústria cinematográfica não é cultura. Se este site é sobre Zelda, Zelda é cultura; está no meu repertório, no seu, no do administrador.
Mas lembremos que se perguntarem a essa mulher se "videogames são cultura?", ela vai entender em um outro sentido: vai trocar o termo, mentalmente, por alta cultura. Imaginem que na hora de responder "não, eles não são CULTURA" ela faça um beicinho arrogante, toque um Bartók no cello, analise uma peça do Brecht e declame Pessoa. Como se esses caras também fossem mente-fechada.
Enfim, neste âmbito digo apenas que a questão do mérito artístico vai ser sempre relevante, mas não pode ser generalizada que nem essa imbecil tem feito. Especialmente sendo que ela provavelmente não conhece porra nenhuma, e acha que Call of Duty e Halo representam todo o leque de possibilidades do meio.

E porra, eu queria o livro de ilustrações do Yoshitaka Amano!! :(((((
Imagem
Flash
Condutor dos Ventos
Condutor dos Ventos

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 1677
Registrado em: 24/05/2004 (Segunda-feira), às 21h45min
Localização: São Paulo, SP
Cash on hand: 1,849.20 Rupees

Re: Vale-Cultura, Marta Suplicy e os Games.

Mensagempor shadowlink » 22/03/2013 (Sexta-feira), às 13h59min

Acho que, indiferentemente de qual definição de cultura utilizamos, a idéia permanece a mesma, bastando comprarar os tipos de coisas que são incluídas no vale-cultura: livros, filmes, música, etc. O tal "vale-cultura" nada mais é do que um vale-entreterimento, no fundo. Mas se é para definir cultura, o primeiro parágrafo do Flash me parece uma ótima definição, não difere muito do que eu mesmo usaria para definir cultura.

E dizer que videogames não são cultura é o mesmo que dizer que todos os jogos têm o mesmo nível de profundidade que Pac-Man e Tetris. Usando Zelda como exemplo, basta ver todo o tipo de discussão relacionada à série, desde teorias até artigos de cunho filosófico, e fica impossível dizer que eles não têm, no mínimo, o mesmo "nível" cultural de filmes e romances.
Imagem


Nintendo ID: fferraz
3DS Friend Code: 2320-7449-1745
shadowlink
El Sombrero
El Sombrero

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 6564
Registrado em: 11/03/2004 (Quinta-feira), às 15h25min
Localização: Silent Realm
Cash on hand: 23,094.25 Rupees

Re: Vale-Cultura, Marta Suplicy e os Games.

Mensagempor Linck » 22/03/2013 (Sexta-feira), às 14h21min

Só fiquei desapontado quando percebi que não tem um vídeo do momento que ela fala isso e da reação do cara que questionou, que é um cara que trabalha na indústria de jogo. Queria muito ter visto.

Minha opinião é a seguinte. Ela pode até ter falado isso, foi um equívoco, beleza, isso apesar de ser feio não é aquele negócio que "meu deus ela falou isso, ela jamais poderia estar ocupando este cargo, ela deve ser despedida". Agora, o problema é que ela está mantendo a opinião dela, ela não está reconsiderando. Isso não pode acontecer, ela precisa ter bom senso e ter responsabilidade pelo que ela fala. Eu não estou me referindo ao fato de ela não estar incluindo os games no projeto, estou me referindo apenas ao fato da ministra da cultura ter falado "videogame não é cultura". Se ela falasse que games não estão inclusos no projeto por outro motivo que ela explicasse, menos mal. O fato de ela não estar reconsiderando o que ela disse, com a repercussão que teve e ainda está tendo, é um erro gravíssimo suficiente para desmerecer o cargo dela.

Sobre definição de cultura. Eu vi um vídeo de um cara que pensou assim: é impossível ter uma definição de cultura que consiga incluir revistas, filmes e tudo que ela citou ser possível, e ao mesmo tempo excluir os jogos. Eu concordo plenamente. Acho que nem precisa chegar ao ponto de discutir um definição, já basta pensar assim.
Linck
Lobo Sagrado
Lobo Sagrado

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 2107
Registrado em: 05/06/2005 (Domingo), às 19h44min
Localização: Florianópolis - SC
Cash on hand: 4,086.70 Rupees


Voltar para Milk Bar

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes

cron