Ideias

Lugar apropriado para postar seus Fanfics, contos, poemas etc. para que todos do fórum possam ler com facilidade.

Ideias

Mensagempor Shadow Lord » 11/07/2012 (Quarta-feira), às 14h32min

Meu primeiro conto, dêem um desconto :=_=: Foi muito improvisado, o que veio em minha cabeça fui escrevendo.

Ideias

- Pense, pense, pense... - Wes andava de um lado para o outro matutando e fazendo cálculos com suas mãos descascadas. - Mas pensar em que?. Não olhava para as mãos, ou melhor, olhava, mas estavam amarradas, e seu andar era apenas no fundo de sua mente obscura.

Mais um motivo para uma digressão e um turbilhão de ideias invadir sua mente. Tentava imaginar como os pássaros voavam, se era devido a sua estrutura aerodinâmica ou sua própria força de vontade, e, ate chegar á uma conclusão, seu crânio não parava de lhe proporcionar soluções e explicações que cabiam a ele ser mediador da resposta que achasse confortável.

Você, caro leitor, deve estar imaginando o porquê dessas palavras perseguirem o que vos fala, e porquê o que vos fala, fala em terceira pessoa. E mais uma enxurrada de ideias me invadem, desculpe. Invadem Wes...
A terceira pessoa faz ou fez parte de minha vida, quando a uso, todos os problemas parecem voar para longe, afinal, eu estou longe do discurso em que se passa. As ideias e invenções na minha cabeça estão sempre me indicando o caminho para seguir, mas nem sempre esse é o caminho ideal.
O médico disse que um tumor no lobo parietal foi responsável por esses distúrbios e digressões, merda de médico! Eu pensando que era o mais novo ícone da Discovery... A medicina é algo muito bom, assim como a engenharia, mas faz cair por terra qualquer conclusão mirabolante que um dia você cogitou e... não vou ficar falando mais sobre áreas de trabalho, nem sei porquê comecei com isso.

Meu problema começou...começou? Quando começou? Por volta de dois anos, este cujo nome de batismo é Wes(Nem Wesley, nem Western, só Wes), não me perguntem, minha mãe não era lá a pessoa mais criativa do mundo. Sim, sobre o problema com ideias... Aos dois, ou será três, anos de idade, começaram a me ocorrer alguns lampejos na memória e no físico, desde então, toda a vez que me questiono(quase sempre me questiono sobre qualquer coisa), os lampejos ocorrem, e acabo por me trancar em uma dimensão que discuto todas as minhas dúvidas comigo mesmo, e as vezes chego a conclusões fenomenais que nem minha são, e sim do meu outro ser que habita meu interior, algo que os religiosos chamam de alma e os pseudo-intelectuais denominam consciência. E lá vamos nós de novo.

Não, quase nunca esse negócio me atrapalhou, quero dizer, até agora. Há sempre dois ou até mais lados da questão. Se há realmente uma pergunta, com certeza há uma resposta, agora se não há uma resposta... Uma resposta? Existe algo com respostas? Ou é só uma palavra que buscamos para ter um senso de verdade mais apurado. Vocês já devem saber que um armário não é um armário e sim uma palavra para determinar o que é tal objeto. Será isso o significado de resposta?
Não liguem, é apenas minha consciência subjetiva discutindo com meu eu racional.

As idéias me invadem, e com tantas perguntas e inspirações em minha cabeça, não há tempo em sentir medo, é, eu não sinto medo, não sei o que sinto na verdade... Dor? Confere. Desejo? Confere. Fome? Confere. Os outros sentidos não são relevantes então os deixarei intocados? Confere.

A dor é um alerta em que o corpo expressa, através de sinapses nervosas, que aquilo que está acontecendo com a superfície do seu organismo não é vantajoso para a vida. Fundida com o medo, a dor é potencializada muitas vezes, pois você sente o que você teme. ´Então Wes(no caso eu) nasceu abençoado.´ pensará você leitor, eu também pensei, afinal, a ausência do medo proporciona você assistir alguns filmes e não se assustar, faz com que seu dinheiro tão batalhado não seja gasto com alarmes e segurança, faz com que você se arrisque á sua vida toda enquanto seu botão cerebral está desligado. Então, não sei agora, na situação em que me encontro dizer a você se isso é realmente o que sempre pedia á seja lá quem for que me criou. Quero dizer, o medo é legal devido a sensação do ´frio na barriga´, que eu nunca senti diga-se de passagem. Mas também já consegui muitas mulheres em uma noite, sem medo de uma agressão verbal. Não sei, no estado em que me encontro, o medo seria muito útil, e as ideias atingindo minha cabeça são inúteis, pois a cada ideia nova, nasce uma nova ideia que cria uma possibilidade de a ideia pensada anteriormente dar errado, ou seja, as ideias chocam-se e acabam se anulando, o resultado final nem sempre é tão legal, como agora.

É, talvez viver sem medo seja algo perto de um super-herói, mas acabei de me lembrar que super-heróis são fictícios, quero dizer, você não os encontra por ai fazendo super-heroices. Mas então, se eu não sou um super-herói, nem um humano padrão, o que sou?
Assisti á um filme chamado Matrix em que os homens tinham plugs e eram controlados por máquinas em um programa de computador, ou alguma merda assim. Era tanta ficção que você poderia perder horas pensando e formulando ideias, no meu caso, foram quase quatro dias até chegar a conclusão de que somos todos controlados por... Você não quer saber o que penso, nem a sinopse do filme. Engraçado como um filme de Ficção científica perdemos tanto tempo formulando possibilidades enquanto um filme de terror temos certeza que nada é real... O problema é que eu estou vivendo um filme de terror, sabe, o que as locadoras designam como terror. Mesmo que para mim sejam todos comédias, a organização da sociedade os agrupa com esse subgênero chamado terror, onde a maioria morre e o restante morre no segundo filme.

Voltando a história do medo e ideias, eu preciso de uma ideia agora. Muitas estão grudadas na minha mente, mas não escolhi nenhuma ainda que possa satisfazer o que eu preciso. Qual era minha última ideia? Wes, pense, o que você pode fazer para sair dessa? Dessa o que? Onde estou mesmo? Ahh sim, neste instante estou me vendo cair e observando toda a minha família amarrada. Têm um grupo de bandidos que acabaram de estuprar minha filha e torturar minha mulher, e claro, e eu? O que estou fazendo quanto a isso?

Porquê eu me casei afinal de contas? Lembrei, meu pai sempre quis netas e me fez casar com uma das meninas filha de um dos amigos deles só porquê á engravidei. Injustiça, porquê fiz UM filho tenho que conviver minha vida toda com uma mulher interessada em dinheiro e uma filha que gosta de Balet, agora percebi como sou hipócrita e burro. Família, que desperdício de tempo, e quantas ideias a mais me invadem por causa dessa situação...

Nada, não faço nada, depois desse desabafo sobre parentes me encontro imóvel, havia fugido de minha própria mente para esquecer o que estava se passando, o cheiro de pólvora atinge minhas narinas e invade meu olfato, alcancei o chão, meus olhos arregalados vêem muito sangue por todo meu corpo. Estou livre destas ideias, descobri que agora não preciso pensar em nada, o calibre 38 ainda apontado para o meu corpo estirado no chão, e os assaltantes em minha cozinha com seu sorriso gélido se alegravam em dizer:
-Tive uma ideia...
Imagem

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Texto escondido (pode conter spoilers): 
Imagem

Leiam a minha fic: viewtopic.php?f=9&t=29232
Shadow Lord
Pirata do Great Sea
Pirata do Great Sea

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 416
Registrado em: 02/03/2008 (Domingo), às 12h00min
Localização: Para de ser folgado e procura porra!
Cash on hand: 2,023.35 Rupees

Re: Ideias

Mensagempor Alth » 27/07/2012 (Sexta-feira), às 02h21min

Geralmente as melhores idéias vêm surgindo na sua cabeça e você vai escrevendo.
Dizendo isso, fora uns erros de português, ficou bem bom. Só senti uma coisa que meio que me incomodou: às vezes você mudava de estilo de um parágrafo para outro, e lendo só um conto não sei se é porque você está tentando encontrar seu próprio estilo ou a mudança de estilo é um estilo. Porque, afinal, combinou com o texto até.
Alth
Garoto Minish
Garoto Minish

Avatar do usuário

Offline
 
Mensagens: 29
Registrado em: 23/04/2012 (Segunda-feira), às 23h43min
Cash on hand: 6.70 Rupees


Voltar para Fics

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes

cron